Arquivo da tag: Personalidade

Personalidade: Renato Russo

renato-russo-2-l

Ele conquistou uma fiel Legião de fãs. Meninos e Meninas, Pais e Filhos escutaram e ainda escutam suas músicas e se emocionam. Renato Russo é, até hoje, considerado o filósofo do rock nacional para seus admiradores. O poeta cujas letras, melodias e arranjos atravessaram gerações.

Continuar lendo Personalidade: Renato Russo

Anúncios

Personalidade: John Hurt

O ator recebendo o BAFTA
O ator recebendo o BAFTA

Ele arrancou lágrimas do público com sua sensível e tocante performance em O Homem Elefante. Causou repugnância e horror tanto no público, quanto nos colegas de elenco desavisados quando um alienígena saiu de seu peito em Alien – O Oitavo Passageiro. Foi o tirano e fascista Chanceler Adam Sutler em V de Vingança e o simpático Olivaras em Harry Potter; o chefe do Serviço Secreto Britânico, Control, em O Espião Que Sabia Demais e a voz do Dragão de Merlin, da BBC; O War Doctor no especial de 50 anos de Doctor Who e Winston Smith em 1984; Professor Harold Oxley em Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal e Professor Trevor Bruttenholm em Hellboy II: The Golden Army. Narrou as tramas de Dogville e Perfume: A História de um Assassinato. Foi considerado por David Lynch “simplesmente o melhor ator do mundo”.

Continuar lendo Personalidade: John Hurt

Personalidade: Ryan Adams

52449

Ele é uma anomalia da música alternativa. Surgiu nos anos 2000 como a aposta musical que salvaria o cenário já exaurido do country, no entanto, tornou-se um ícone do indie rock, gravou até mesmo disco de black metal e voltou às origens em 2011 com o disco Ashes & Fire. Lançou álbuns consagrados como o Heartbreaker (2000) e Rock n Roll (de 2003, que contém a bela faixa So Alive) e outros inexpressivos como Gold (2001) e Cardinology (2004). Teve seu nome confundido de maneira constante com o do canadense meloso Bryan Adams

Ryan Adams viveu um caso de amor e ódio com o mercado musical nos últimos anos. Largou a carreira por um tempo e escreveu livros de poesia. Casou-se e descasou-se com a estrela do clichê romântico adolescente Um Amor Para Recordar, Mandy Moore, e, recentemente, se envolveu com outra princesa do pop. Não a levou ao altar, mas fez sua releitura alternativa de 1989 da Taylor Swift – um álbum inteiro de covers do disco da cantora. Uma adaptação meio country-folk, meio The Smiths, tornando as canções suportáveis, audíveis e – olhem só! – até mesmo boas.

Tudo isso nos últimos dezesseis anos.

Continuar lendo Personalidade: Ryan Adams

Personalidade: Marion Cotillard

marion-cotillard

Basta um olhar. É o suficiente para cativar a atenção do espectador. Seus profundos e marcantes olhos azuis projetam um verdadeiro espectro de emoções. Colocando nestes termos, tem-se a desconcertante impressão de que se trata apenas de floreios para ornamentar um perfil. Mas apenas quem já conferiu as performances de Marion Cotillard no cinema, sabe que é um fato. A francesa que completa 41 anos hoje, 30 de setembro, é daquelas raras atrizes que conseguem transmitir tudo o que sua personagem está sentindo através de um expressivo olhar.

Marion arrebata por completo em Era Uma Vez em Nova York, no qual seu semblante denuncia melancolia e fragilidade. Consegue desorientar o espectador em A Origem, com uma personagem tão ambígua quanto encantadora. Sem grande esforço, causa uma comoção absurda em Dois Dias, Uma Noite, provocando identificação imediata em quem o assiste. E mesmo no confuso Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, foi capaz de surpreender e exercer fascínio com uma personagem que causou controvérsia.

Continuar lendo Personalidade: Marion Cotillard

Personalidade: Rede Manchete

“O importante não é ser, ter ou parecer. O importante é fazer, construir e desenvolver” (Adolpho Bloch)

Rede Manchete, a televisão do futuro:

Como falei no texto anterior, nutro uma verdadeira admiração pela emissora de Adolpho Bloch, por seu caráter singular e por priorizar a inovação. Ela trazia uma nova linguagem, desafiando os padrões estabelecidos, constituindo uma identidade própria e se firmando como uma alternativa à Rede Globo. O que faltou e falta às outras emissoras – e possivelmente é o motivo de elas amargarem eternamente a vice-liderança – é o fato de quererem copiar e repetir as propostas da Rede Globo, ao invés de surgirem com ideias inovadoras e diferenciadas como a Rede Manchete. A Manchete fazia frente à Globo, porque seus diretores artísticos sabiam que repetecos e plágios não alcançam o sucesso do original, que o importante é ser criativo. Se você quer ter seu espaço e entrar na luta com as concorrentes, você deve ser original; investir em propostas diferentes e ousadas.

Continuar lendo Personalidade: Rede Manchete