Demolidor (Marvel’s Daredevil)

charlie-cox-marvel-daredevil

Admito que sou apaixonada por histórias em quadrinhos. Admito também que não li todas as HQs que eu queria. Tem alguns personagens que só conheci através de adaptações cinematográficas e talvez a mais infeliz delas tenha sido a do Demolidor, estrelada por Ben Affleck e lançada em 2003. Não vou entrar no mérito de qualidades ou defeitos do filme, vou apenas resumir: Ben não funcionou como Matt Murdock, especialmente porque a cegueira do personagem soava extremamente falsa, e adoramos ver um ator interpretando um cego como se realmente fosse. Nesse tipo de interpretação não se admite deslizes.

Então a Netflix, serviço de streaming que está se especializando em produzir grandes séries como House of Cards, alia-se à gigante Marvel e nos traz uma nova versão de  Demolidor. Acredito que foi um risco calculado. A Marvel queria reabilitar um personagem que trazia ao estúdio péssimas recordações de sua carreira cinematográfica praticamente impecável nos últimos anos. E vendo a storyline de Demolidor, percebe-se que ela se encaixa perfeitamente na atual mitologia da Marvel nas telas.

Matt Murdock (Charlie Cox, centenas de vezes melhor do que Ben) foi criado em um bairro perigoso chamado Hell’s Kitchen, situado em Nova York, a cidade que sobreviveu à batalha dos Vingadores contra Loki no filme de 2012 estrelado pela super equipe, e serve de cenário ideal para o surgimento de um vigilante. Seguindo a máxima de vigilantes que conhecemos, como o próprio Batman e Arrow, heróis da concorrente DC Comics, Murdock trabalha para proteger e salvar os moradores do bairro em que cresceu. Ainda criança, perdeu a visão em um terrível acidente, mas seus outros sentidos se aguçaram. Para a série, não podemos dizer necessariamente que foi apenas apertado um botão de recomeço. A Marvel enterrou definitivamente a existência do filme e deu ao personagem um novo início.

A série nos apresenta o homem, Murdock, em todos os sentidos. Acompanhamos sua história desde quando fica cego; como foi a sua infância antes e depois da cegueira; e como ele se torna o adulto que nós conhecemos: advogado durante o dia, justiceiro durante a noite. É impossível não torcer e gostar de Matt Murdock. Não percam a oportunidade de também se apaixonar pelo que ele se transforma: o Daredevil.

Adendo 1:: A série tem inúmeras vantagens por ser um produto Netflix. A qualidade típica dos produtos que levam o carimbo da marca é inquestionável

Adendo 2: Demolidor está completa, dessa forma já temos os 13 episódios para ver de uma só vez. Porém os hiatus são muito maiores.

Adendo 3: Dentre as reclamações minhas: estou no sexto episódio e ainda não vi o Stan Lee (fangirl assumida). E já estou louca pra ver o nascimento do Demolidor e sua roupa vermelha…

Gaby Matos

Anúncios

3 comentários em “Demolidor (Marvel’s Daredevil)”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s