True Detective – novidades sobre a 2ª temporada e cinco motivos para conferir a 1ª

Vince Vaughn será Frank Semyon na segunda temporada de True Detective
Vince Vaughn será Frank Semyon na segunda temporada de True Detective

Ontem a HBO lançou o primeiro teaser além de algumas fotos da segunda temporada de True Detective. Se vai ser tão boa quanto a primeira, não sabemos. Mas a prévia indica que irá manter o clima enigmático e a qualidade visual que a consagrou como um dos destaques do ano passado. Abaixo a sinopse e o teaser da segunda temporada. As informações são do site Comicbook.com

Na segunda temporada da série, um bizarro assassinato reúne três agentes da polícia e um criminoso. Cada um deles deve investigar uma rede de conspiração e traição nas paisagens arrasadas da Califórnia. Colin Farrell é Ray Velcoro, um detetive comprometido com a pequena cidade industrial de Vinci, no Condado de Los Angeles. Vince Vaughn interpreta Frank Semyon, um criminoso e empreendedor que corre perigo de perder todo o trabalho de uma vida, enquanto sua esposa e principal aliada (Kelly Reilly) lida com as próprias escolhas. Rachel McAdams é Ani Bezzerides, uma xerife do Condado de Ventura, constantemente em conflito com o sistema para o qual serve, enquanto Taylor Kitsch interpreta Paul Woodrugh, um veterano de guerra e policial da patrulha rodoviária da Califórnia, que descobre uma cena de crime desencadeando uma investigação que envolve três grupos de oficiais da lei, vários conluios criminosos e bilhões de dólares.

True Detective é escrita e criada por Nic Pizzolatto. Os dois primeiros de oito episódios da nova temporada foram dirigidos por Justin Lin. A estreia é em 21 de junho na HBO.

Abaixo o teaser da segunda temporada:

E o Bloggallerya decidiu listar cinco motivos para conferir a primeira temporada da série e compreender porque nós estamos tão animados e ansiosos para o retorno de True Detective:

1) A começar pela abertura maravilhosa. A HBO é a melhor quando se trata de aberturas e com essa não poderia ser diferente. O grafismo, a música, o clima que ela evoca de tensão e suspense, é tudo absolutamente perfeito. Clique aqui e confira.

2) Selo de qualidade HBO. Eu sou fã de várias produções da HBO e acho que ela é imbatível quando o assunto é qualidade visual e narrativa. True Detective não é exceção; super bem produzida, roteirizada e a fotografia é impressionante.

3) Matthew McConaughey e Woody Harrelson. Sou suspeita pra falar, porque adoro o Woody Harrelson. E quando o ator interpreta um de meus personagens favoritos de livros/HQ’s na adaptação cinematográfica, meu amor apenas cresce. Ele é o Haymitch de Jogos Vorazes, perfeito no papel. E em True Detective ele compõe um personagem tridimensional. Um profissional competente, mas um homem falho. Ainda que aparente ser o marido e o pai de família ideal, está muito longe disso. Embora procure se manter equilibrado, tem seus momentos de explosões emocionais. Bebe muito, trai a esposa, mas tenta manter o estilo de vida americano. Essa série é o atestado definitivo de que McConaughey é um grande e talentoso ator. Ele já vinha provando isso no cinema, mas o personagem dele na série é tão bem construído, com uma aura misteriosa, cético, desprovido de qualquer tipo de fé (não crê em Deus, nem no homem), não vê sentido na vida e é um detetive brilhante, que vive para o trabalho e praticamente não tem vida pessoal. Já teve, mas foi uma vida tão ferrada que acabou desistindo de tudo. Esta foi  uma chance excepcional de McConaughey mostrar sua versatilidade como ator. Ele ganhou o Oscar no ano passado por sua excelente atuação em Clube de Compras Dallas, mas ouso dizer que em True Detective esteve ainda mais brilhante.

4) O episódio 4. Especialmente o final. O plano-sequência, os movimentos de câmera maravilhosos, a presença de cena de McConaughey… Acho que é uma das melhores sequências que eu já vi em se tratando de televisão.

5) Ritmo e desenrolar. Pode ser lenta, mas não é cansativa, nem arrastada. Tem um motivo para seguir em um ritmo lento: a narrativa é minuciosa, detalhista, todas as pequenas coisas que formam o todo são necessárias para o desenrolar da trama. E é imperativo que o espectador se mantenha atento para não perder nenhum detalhe.

Resumo da ópera: série perfeita!

Quer saber mais? Confira as impressões de Gaby Matos sobre a primeira temporada da série clicando aqui.

Andrizy Bento

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s