Reign

Começou a melhor época do ano para aquele ser viciado em séries, isto é, eu! Juro todos os anos solenemente: “Não verei um piloto sequer”.

Mas óbvio que essa promessa é quebrada sem dó, nem piedade. De vez em quando eu tenho pena de mim. Porque a cada ano eu tenho menos tempo, cada vez mais eu estou mais ocupada e as minhas queridas séries têm de ser selecionadas. Mas como selecionar?

Essa pergunta é sempre feita e eu resolvo praticamente no uni duni tê. Mas esse ano tem uma que, pelo menos por agora, continuará na minha watchlist. Trata-se de Reign, mais uma que compõe a programação juvenil da CW.

Reign tem uma proposta ousada ao recontar a juventude da Rainha Mary da Escócia, durante o tempo em que ela viveu na França. Pormenores para não ver a série você encontra aos montes. Basicamente você sabe o final da historia. Pois Mary é uma figura de importância da historia mundial. Geralmente temos receio de qualquer adaptação histórica (medo dos erros). E o mais preocupante: a série é da CW. O canal americano com a grade mais juvenil.

Nova série da CW aposta em licenças poéticas e triângulos amorosos como mote.

CW é um tipo de canal que nos desperta reações extremas, do tipo ame ou odeie. De coração aberto eu fui encarar essa estreia. A última estreia da amada fall season. E não é que a série é bem legal? Claro que tem todos os ingredientes que são a cara do canal. Amores adolescentes, festas, beijos tórridos e intrigas. Alguém pode estar achando que eu sou contra clichês. Não, não sou. Clichês, desde que bem escritos, eu os amo. E Reign é lotado de clichês bem escritos. Claro que os erros que nos apavoram estão lá. Por exemplo, um português dançando tango em plena Idade Média. Mas pelo fato de o programa ser, assim, tão delicioso de se ver, você releva essas suposições dos americanos que acham que qualquer coisa que não fala inglês, fica na Argentina. Encaremos como liberdades históricas, licenças poéticas.

E pra completar o pacote de crocância de Reign. Nós temos um triângulo amoroso cheio de química. Shippers já pipocam por todos os cantos (eu amo!) e, ao longe, já prevejo shipping wars. E pra me despedir, desejo: longa vida à Reign. E é necessário, visto que a Reign corre sério risco de cancelamento, devido principalmente ao orçamento.

Beijos e até a próxima!

Gaby Matos

Anúncios

Uma opinião sobre “Reign”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s