Bon Iver

Quando ouvi “Rosyln” no filme New Moon, quis logo saber quem a cantava. Bon Iver me fez viciar nessa música por vários meses. Uma melodia triste e perfeita para a cena do filme. Conclusão do vício: Baixei a música no meu celular, mp3, computador… Até que finalmente comprei o CD da trilha sonora, que, aliás, é a minha preferida de toda a saga Twilight por ser justamente melancólica.

Quis saber mais sobre o Bon Iver e descobri que se tratava de uma banda folk americana liderada e fundada por Justin Vernon. O cara barbudo  é o principal vocalista e letrista, mas também conta com a ajuda de Sean Carey (bateria, vocais e piano), Michael Noyce (vocais, guitarra barítono, guitarra elétrica e violino) e Matthew McCaughan (baixo, bateria e vocais); sendo que Noyce foi aluno de guitarra de Vernon em seu ensino médio.

Bon Iver vem do francês, que significa “Bom Inverno”, o que exprime perfeitamente a personalidade da banda. Depois do fim da sua banda anterior DeYarmond Edison e sofrendo de mononucleose, Justin Vernon se trancou na cabana de seu pai por quatro meses em Wisconsin, desejando “hibernar”. O resultado da hibernação solitária foi o álbum de estreia “For Emma, Forever Ago”, que foi criado apenas com um microfone e equipamentos de gravação antigos.

 Os vocais suaves e os poucos instrumentos usados em “For Emma, Forever Ago” fizeram das músicas do álbum uma companhia perfeita para um dia chuvoso, regado a café quente e a um bom livro. Destaco as músicas “Skinny Love” (que a cantora Birdy também gravou), “The Wolves”, “Team”  e “re: stacks”. Apesar do preço salgado do CD aqui no Brasil, gostei muito no primeiro álbum da banda e o escuto quase todos os dias. A capa também faz jus aos elogios: Tem uma paisagem gélida, provavelmente da terra natal do vocalista (Wisconsin), que costuma ter invernos rigorosos e grandes lagos. Um lugar que nos traz a vontade de nos isolarmos, assim como Vernon fez, embora ele mesmo tenha confessado que fez algumas coisas para o seu pai durante o tempo de reclusão e que também assistiu alguns DVDs.

Justin Vernon e seus troféus Grammy

Com o segundo álbum, sendo este vencedor do Grammy de 2012, Justin Vernon quis fazer diferente: ao contrário do disco anterior, o Bon Iver cresceu e ganhou outros músicos. A nova banda era composta pelos quatro membros originais, e recebeu Rob Moose no violino e guitarra (Antony and the Johnsons, The National), Mike Lewis no baixo (Andrew Bird, Happy Apple), e uma seção de metais com Reginald Pace, Colin Stetson (Tom Waits, Arcade Fire) e C.J. Camerieri (Rufus Wainwright, Sufjan Stevens), o que fez a sonoridade evoluir, mas ainda mantendo aquele tom climático, invernal, de uma banda que é ligada a sua terra. O “Bon Iver, Bon Iver” é um disco com novas ferramentas, ou seja, menos solitário. Para quem quiser ouvir o “Bon Iver, Bon Iver”, recomendo as seguintes músicas: “Perth”, “Minnesota”, “Towers”, “Michicant” e “Holocene”, sendo que esta última é a minha preferida e tem um lindo clipe.

As letras confusas das músicas podem parecer poemas picados de Vernon, mas não deixam de nos causar sensações ao ouvi-las e tampouco nos impede de viajarmos a lugares distantes e melancólicos em nossa mente. A capa do segundo álbum também tem uma paisagem bucólica com um grande lago, o que nos preenche de um saudosismo e uma vontade de dirigir em uma estrada deserta ou contemplar um dia chuvoso.

Para a minha tristeza, não há previsões de shows do Bon Iver nas bandas de . Porém, mantenho as minhas esperanças, afinal o grupo foi indicado e ganhou o prêmio de ‘melhor novo artista’, e ‘melhor álbum alternativo’ no Grammy, o que causou a revolta dos fãs de Nicki Minaj (Hã?). Quem sabe com a notoriedade adquirida,  Justin Vernon não se anima e resolve dar um pulinho aqui?

Enquanto isso não acontece, quem tiver interesse em conhecer a banda, eu tenho os dois álbuns disponíveis no meu computador. É só deixar o e-mail direitinho nos comentários que, assim que for possível, eu envio o “For Emma, Forever ago” e o álbum vencedor do Grammy, “Bon Iver, Bon Iver”. É uma boa pedida para o outono e para os dias invernais que estão por vir.

Até a próxima banda!

Caroline Silveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s