[Música] Punk no Brasil

Olá!

Dessa vez, temos aqui no blog, o texto de um colaborador que, esperamos, venha a contribuir ainda muito com esse espaço nos permitindo publicar seus futuros artigos e, dessa maneira, enriquecer o Bloggallerya. Eduardo Molinar escreveu sobre o Punk no Brasil, mas não apenas sobre o cenário do gênero e movimento em nosso país. Seu artigo alfineta, apresenta um caráter de crítica social e política. Confira:

Punk no Brasil…consciência esquecida (?)

Alguns dizem que o punk no Brasil acabou porque não o encontram mais sendo reportado na TV. Outros acreditam que ele vive, mas não tem o espaço que merece nos meios de comunicação. A verdade é que ele está vivo, só que tentam ignorá-lo.

O auge do punk brasileiro foi nos anos 80 e 90, com bandas como Camisa de Vênus, Raimundos, Inocentes, Replicantes, Plebe Rude e tantas outras.

O punk foi pouco divulgado pelas emissoras de televisão brasileiras, naquela época, por ser agressivo, conter palavrões e principalmente por falar o que mais dói: a realidade, a verdade do Brasil. Hoje o Brasil é retratado como um país que só cresce, onde tudo vai muito bem e nada está errado. Isso é mentira, pois temos muitos problemas sim, e são problemas antigos. Exemplos: corrupção (velha conhecida), violência, pessoas que ganham muito mais e pessoas que ganham menos (muito menos), pobreza e etc. A lista é longa!

Talvez, hoje, pouca gente saiba, mas as bandas que citei e outras ainda que não foram citadas se preocupavam com a situação do povo brasileiro. Músicas como “Hoje” e “O Adventista” (Camisa de Vênus), “Pátria Amada” (Inocentes), “Proteção” (Plebe Rude), “Surfista Calhorda” (Replicantes) mostraram a verdadeira consciência do povo brasileiro e foram censuradas por isso. O que é normal acontecer; quando alguém está certo é acusado de querer o mal do país.

Muitos que se declararam “justiceiros” do povo naquela época, são o que podemos chamar de “surfistas calhordas”, pois agora essas mesmas (que estão no poder atualmente) são iguais às que elas criticavam. Os falsos, parece que ninguém vê. São aproveitadores que um dia queimaram a bandeira americana em praça pública, e hoje apertam a mão dos americanos, entregando nosso país a eles. O punk denunciou e denuncia tudo isso, mas parece que ninguém entende.

Não se engane, o punk nunca morrerá. Não pense que, porque o garoto ou a garota são punks, que eles querem o mal do país, eles apenas estão tentando “abrir os olhos” dos que não acordaram para a verdade ainda. Ou porque não conseguiram, ou porque não querem.

Fonte da imagem: http://funeraldeath.blogspot.com/

Eduardo Molinar

Anúncios

Uma opinião sobre “[Música] Punk no Brasil”

  1. cabe lembrar que o “pop rock” político correu em paralelo, uns influenciando os outros

    seja a irreverente Blitz (Apocalipse Não), seja a super produzida RPM, ou as obras primas da Legião ou Paralamas, o momento de mudança do regime militar foi acelerado pela música

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s