[Cinema] A Árvore da Vida

A Árvore da Vida é uma experiência cinematográfica ímpar. Daqueles filmes que você tem que conferir no veículo ao qual ele foi destinado, o cinema. Na telinha, com certeza, perderá muito de sua força.

Carregado de um profundo lirismo, o novo longa de Terrence Malick é uma ode à vida e ao que ela tem de mais genuíno. Uma obra sobre a busca, a procura, o sentido da existência. É uma narrativa que versa sobre a vida e a morte, que traz e desperta reflexões e questionamentos de ordem religiosa, filosófica e moral, acerca da família, de nossos vínculos com esta e da própria condição humana. Um épico sobre o contundente relacionamento entre um pai e um filho.

Grande parte da força  do filme se concentra no poderoso elenco, sobretudo em Hunter McCracken que interpreta Jack quando garoto, o mais velho de três irmãos (personagem este, que aparece mais velho interpretado por Sean Penn). Outros destaques ficam por conta de Jessica Chastain e Brad Pitt, ótimos como a mãe dócil e o pai rígido, as figuras essenciais que ajudam a construir e moldar o caráter dos três filhos, cada um à sua maneira. É como se a mãe representasse o caminho da graça e o pai o caminho da natureza – caminhos estes que são citados logo no início do longa pela personagem de Chastain – Seriam esses caminhos opostos? O filme de Malick parece mostrar que um, na verdade, está intrinsecamente ligado ao outro.

Acompanhamos a origem, a evolução da vida e do universo, tanto com passagens que aludem ao Big Bang e imagens plasticamente impecáveis das geleiras, oceanos e dinossauros (em algum ponto, os fotogramas nos remetem inevitavelmente ao majestoso 2001: Uma Odisséia no Espaço de Stanley Kubrick, embora as propostas de ambos sejam distintas), como nas metáforas e simbolismos apresentadas ao longo da narrativa, e mesmo nos aspectos mais simples da vida representados na tela. Mallick vai de uma turnê por eventos de proporções colossais que o universo sofreu até um mergulho no mais extremo íntimo do ser humano. Vai do lado mais trivial da vida ao mais trágico, do universal ao individual, sempre transitando por eles de maneira singela. Dessa forma, acabamos forte e genuinamente conectados à história e aos seus personagens.

Malick é um diretor raro, que não se limita a contar uma historinha. Ele se permite ousar, mas de forma madura e sutil. Toda a emoção é transmitida através das belas e inspiradas imagens, não por meio de diálogos redundantes, passando longe de uma narrativa convencional. Malick é um cara que pensa e faz cinema. Aliás, cinema em sua melhor forma.

O longa é de extrema delicadeza, sofisticação e sensibilidade. A trilha sonora, a cargo do sensacional Alexandre Desplat, ajuda a compor com precisão a atmosfera proposta pelo diretor.

Tudo isso aliado à mais bela montagem, fotografia, direção de arte e edição de som fazem de A Árvore da Vida um filme único, sem dúvida, o filme mais bonito do ano.

Malick mais uma vez não decepciona e nos presenteia com uma obra inteligente, complexa, sublime e, acima de tudo, autoral, o que é difícil de se encontrar atualmente, principalmente em se tratando de uma proposta tão ambiciosa quanto a de A Árvore da Vida. Um filme cinco estrelas!

Adendo: Creio que interpretar o novo longa de Malick seja algo muito subjetivo. Que cada um compreende as metáforas e simbolismos de acordo com o grau de identificação e interação e “mergulho” na história. E já que eu citei Kubrick, sempre me lembro do que ele disse a respeito de 2001“Você está livre para especular como quiser sobre o sentido filosófico e alegórico do filme”.  Acho que é bem por aí com A Árvore da Vida.

Creio que chovi no molhado com esse adendo, mas tudo bem 😉

Andrizy Bento

Anúncios

Uma opinião sobre “[Cinema] A Árvore da Vida”

  1. Eu fui ver duas vezes pra conseguir assimilar todo o conteúdo e realmente a grandiosidade das imagens faz a gente lembrar de 2001. O filme é excelente mas como você mesma disse, tem que mergulhar na história. Adorei sua análise e Drizy, o nosso espacinho tá ótimo, muito bom o visu do blog e valeu por acatar minha sugestão de tema 😀

    Abç

    Kev

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s