The Number of the Beast – Iron Maiden

capa
Capa do disco

Data de lançamento: 22 de Março de 1982
Duração: 39:11
Faixas: 8 faixas
Estilo: Heavy Metal

Lado A:
Invaders
Children of The Damned
The Prisoner
22 Acacia Avenue

Lado B:
The Number of The Beast
Run To The Hills
Gangland
Hallowed Be Thy Name

Produção: Martin Birch
Engenheiro de som: Nigel Hewitt-Green
Capa: Derek Riggs
Gravadora: EMI

contra-capa
Contra-capa da versão brasileira, em vinil
Iron Maiden - lançamento de TNOTB
Festa de lançamento do álbum

Cabelos compridos, calças leggins, coletes de couro preto, botas, tênis superstar e munhequeiras são as características do heavy metal nos anos 80. Principalmente de bandas como o Iron Maiden, que fez parte do movimento conhecido como Nova Onda do Heavy Metal Britânico, que ainda tem ícones como o Motörhead, Girlschool, Saxon, Judas Priest, Samson, Def Leppard e Angel Witch. Essa expressão nasceu da revista Sound, somado à energia punk que as citadas bandas se inspiraram para fazer música entre o fim dos anos 1970 e inicio dos 1980. Continuar lendo The Number of the Beast – Iron Maiden

Anúncios

Vencedores do Emmy Awards 2017

The Handmaid’s Tale, Big Little Lies e Veep foram as produções consagradas na noite de domingo, 18 de setembro, na 69ª edição do Emmy Awards, premiação máxima da televisão.

The Handmaid's Tale
Elenco de The Handmaid’s Tale premiado no Emmy (da direita para a esquerda: Ann Dowd, Elisabeth Moss e Alexis Bledel)

Pode-se dizer que foi uma noite para celebrar a diversidade, a representatividade e, principalmente, o papel da mulher na arte, cultura e sociedade (toma essa, Oscar!).

O drama distópico The Handmaid’s Tale, que já foi destaque aqui no blog, é um retrato brutal de uma sociedade teocrática que tem como base fundamental a submissão da mulher. E é nesse cenário que elas buscam se rebelar contra o sistema que as oprime.

Vale lembrar que foi a primeira vez que uma produção veiculada por um sistema de streaming, no caso o Hulu, foi agraciada com um Emmy.

Continuar lendo Vencedores do Emmy Awards 2017

Kissyfur

Se você foi criança na década de 1980, certamente não perdia a programação infantil da época e deve se lembrar deste desenho animado:

Kissyfur estreou na emissora norte-americana, NBC, em setembro de 1986, sendo fruto de uma parceria da emissora com a Dic Entertainment. A primeira temporada se encerrou em 1987, enquanto a segunda durou de 1988 a 1990. Continuar lendo Kissyfur

Fanmade: E Se David Lynch tivesse dirigido O Retorno de Jedi?

Após o sucesso do drama, O Homem Elefante e do cult Eresherhead, o surrealista David Lynch tornou-se um cineasta aclamado e foi sondado por George Lucas para dirigir O Retorno de Jedi. Lynch conta em detalhes acerca da oferta que Lucas fez a ele neste vídeo no qual ele afirma que não tinha o mínimo interesse em tocar o projeto, porém, ainda assim, topou uma reunião com Lucas. Depois de uma série de burocracias para se encontrar com a mente criativa por trás do universo de Star Wars, Lynch recusou a proposta e até mesmo sugeriu que o próprio Lucas dirigisse o filme. Este, por sua vez, lhe respondeu que não gostava muito de dirigir (o que é perceptível, não é mesmo?)

Continuar lendo Fanmade: E Se David Lynch tivesse dirigido O Retorno de Jedi?

The Handmaid’s Tale

Uma das perguntas que mais escuto é: mas por que, afinal, assistir a esta série? Cara, que pergunta difícil! Mas se você gosta de uma boa produção, me escute: adicione The Handmaid’s Tale à sua grade, por favor!

Handmaids tale

Depois desse drama inicial, vocês precisam saber de algumas coisas: a série foi encomendada e é transmitida pelo serviço de streaming Hulu, portanto não está na Netflix. Mas isso não é empecilho, não é mesmo? 😉  A historia é baseada no livro homônimo lançado em 1985 que, por estas bandas, recebeu o título fidelíssimo de O Conto da Aia. E o melhor: tem apenas dez episódios, o que torna fácil maratonar.

Continuar lendo The Handmaid’s Tale

Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Setembro (2017)

Jovens autoras e youtubers continuam dominando o mercado literário. Para quem curte a leveza dos romances, os novos livros de Paula PimentaJojo Moyes são recomendações certeiras dentre os lançamentos de setembro. E para os amantes da nona arte, excelentes dicas de quadrinhos assinados por artistas do quilate de Mark Waid, Neil Gaiman – este em parceria com a dupla brasileira Moon e – e um volume encadernado de Batgirl, também ilustrado por um desenhista nacional. Dá uma olhada nas sinopses abaixo:

Continuar lendo Nas Prateleiras: Lançamentos de Livros – Setembro (2017)

Uma poltrona macia, um balde de pipoca, alguns discos de vinil, umas revistas da Marvel e um encontro com Tarantino… De tudo um pouco ou nada disso